Home

conclusão de sociedade ?

por obséquio me ajudem preciso disto para agora mesmo!!!!!! XD Recuperação :@

1 resposta

  • Publicada em 2009-12-16 por Anónimo

    A Sociedade Democrática

    Na prática democrática há uma verdade que tal ideologia deixa transparecer. Primeiro, eleições são meramente a rotatividade de governos ou a alternância do poder. O poder se torna um lugar vazio preenchido por representantes periódicos, e não identificado com os ocupantes do governo. Situação e oposição, maiorias e minorias: a sociedade é tratada porquê
    internamente dividida (legitimamente) e essa partilha é publicamente expressa. A democracia, assim, é a única forma política que legaliza e legitima o conflito.

    Em segundo, paridade
    e liberdade porquê
    direitos civis: ao tratar o cidadão um sujeito de direitos, se tais direitos não existem, é perceptível o recta
    (e o responsabilidade
    ) de lutar por eles e exigi-los. Temos cá
    o cerne da Democracia. recta
    não é urgência
    , carência ou interesse, características individuais que são tantas quanto os grupos sociais representados no país. recta
    não é um tanto
    pessoal ou específico, mas sim universal
    e universal, válido para todos os indivíduos, grupos e classes socias. Uma sociedade é realmente democrática quando, além de eleições, partidos políticos, três poderes, saudação
    à vontade da maioria e das minorias, institui direitos.

    Quando a Democracia foi inventada pelos atenienses, originalmente defendia três direitos essenciais: paridade
    , liberdade e participação no poder:

      * paridade
    significa igualar os desiguais, seja por redistribuição de renda, seja por prometer
    a participação política. Mais a frente, Karl Marx defendeu que só haveria paridade
    se existinguissem escravos, servos e assalariados explorados. A mera enunciação
    de paridade
    não quer expor que involuntariamente todos são iguais, mas que deve se instituir um instrumento eficiente
    para aplicá-la;
      * Liberdade significa o recta
    de qualquer cidadão expor em público interesses e opiniões, debatê-los e satisfazer
    a decisão pública da maioria (sendo reconhecido ou rejeitado). depois a Revolução francesa, levante recta
    se ampliou para a independência para